Aumento da taxa Siscomex por ato normativo infralegal é inconstitucional

Comissão de Assuntos Econômicos analisa imposto para taxar grandes fortunas
24 de janeiro de 2020
Carf disponibiliza consulta pública para fazer alterações em seu regimento interno
24 de janeiro de 2020

Aumento da taxa Siscomex por ato normativo infralegal é inconstitucional

A 2ª Vara Federal de Campinas decidiu deferir liminar pedida por uma empresa de plásticos e química fina que pedia a suspensão da taxa Siscomex majorada pela Receita Federal da Alfândega do Aeroporto Internacional de Viracopos.

O entendimento é o de que é inconstitucional a majoração da taxa de utilização do Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex) por ato normativo infralegal. Embora a lei que instituiu o tributo tenha permitido o reajuste dos valores pelo Poder Executivo, o Legislativo não fixou balizas mínimas e máximas para uma eventual delegação tributária.

A empresa alegava, no texto, que na execução de suas atividades sociais realiza importações e está submetida ao recolhimento da taxa Siscomex, nos termos da Lei nº 9.716/1998, cujo valor tem sido, no entanto, ilegalmente majorado pela Portaria MF nº 257/2011.

O juízo da 2ª Vara Federal, ao analisar o caso, citou precedentes do STF sobre a matéria para balizar a decisão.

Segundo o representante do contribuinte, o tributarista Augusto Fauvel,”a taxa Siscomex é legal, mas a forma como ela foi reajustada foi ilegal. Para se ter noção, o valor do aumento chegou a 400%”. (Com informações da Revista Consultor Jurídico)

Consulte a decisão na íntegra aqui.

Tributario.com.br